Faerun Savage Frontiers

Arco especial - O Sul Brilhante (Calimshan. Lapaliya e Halruaa)

A) A derrota dos peregrinos para o ardiloso sacerdote de Xvim e os Zentharins teve graves consequências. O paladino Mebahel ficou com chagas permanentes… Suas consciências também foram tragadas para uma longa escuridão… Flashes de uma turbulenta viagem por paragens ressecadas, vestes em farrapos e sob péssimas condições invadem a mente dos heróis. Sofrem diversas vezes com uma estranha visão de um círculo de pedras num local pedregoso tomado por vermelhidão. O verdadeiro despertar ocorre numa gigantesca gruta semi-subterrânea (a Gruta Vermelha, uma mina-prisão), onde Hector, Mebahel e Vindhim se encontram escravizados por homens com feições árabes num impiedoso trabalho de escavação. Vestele por sua vez é escrava-cortesã dos senhores da mina: O comandante (Rahman) e um arcano (Muhanin) acompanhado de um incomum animal. Cada um dos presentes descobre a seu modo estar aprisionado sob domínio de um homem (AlFahid) em algum ponto do perigoso Deserto Calim (em Calimsham). Sob efeitos de alimento misturado com potentes drogas (a Lótus negra), todos os escravos são impedidos de manter plenitude física e mental. Usuários de magia clerical tem as mentes impedidas de receber benefícios dos deuses, sendo preciso limpar o corpo e a mente para poder reverter os efeitos. Enquanto Vestele sucumbe a dependência cada vez maior do alimento dopante, o trio nas minas consegue enfrentar com dificuldade os efeitos da Lótus, sobreviver arduamente aos testes dos escravos e ganhar simpatia de um dos grupos de escravos (Feth Nasir). Recuperados da dependência, o trio aventureiro se restabelece antes de receber uma proposta de fuga de Nasir. Vestele, após resistir corajosamente aos jogos do pérfido arcano, acaba condenada a morrer para os horrores ocultos nas profundezas da mina…

B) Os aventureiros Hector, Mebahel e Vindhim seguem um audacioso plano de fuga proposto por Feth: Capturar o mago Muhanin durante sua inspeção as perigosas escavações. A meio elfa Vestele acompanha o mago e seu pequeno animal de estimação como ex-concubina condenada a receber punição severa. Devidamente plenos de saúde e organizados, os aventureiros vencem o mago e seus guardas tempo suficiente para se reunirem e obrigarem o arcano com sua criatura a teleportá-los rumo a níveis elevados do complexo. Utilizando com eficácia a surpresa da fuga, avançam rápida e implacavelmente pelas ruínas até uma escavação que servia de refúgio aos líderes escravistas. Ao derrotar os principais defensores, acessam o interior de um templo, encontrando anotações e itens importantes para consolidar sua fuga, contudo sem sinal do comandante da operação. Com todos equipados o grupo sobrepuja a maior parte dos sentinelas e localiza uma escadaria que os conduz até uma pequena caverna na superfície, onde se preparam para enfrentar o começo de uma viagem pelo deserto…

C) Numa penosa e dificultosa viagem pelo deserto Calim, os aventureiros lidam com as adversidades do terreno e com estranhos fenômenos de natureza mística. Com a rápida recuperação de Hector e Vindhin, o grupo consegue suportar a difícil caminhada o suficiente para localizar um formação perdida do que parecem ser ruínas. Examinando o local, encontram suprimentos e restos de uma construção protegida por criaturas desconhecidas. Vitoriosos, os peregrinos encontram um grupo de nômades mascarados liderados por um misterioso homem (Iahmul) que depois de longa conversa faz uma proposta ao grupo de auxílio para uma saída segura do reino de Calimshan em troca de um favor…

D) Os peregrinos chegam a cidade de Memnon, descobrindo o longo período de ausência desde a captura até seu atual destino. Conhecem Sallah, comerciante local e leal amigo de Iahmul. Ambos explicam o arriscado plano de vingança do arcano contra um importante nobre local (AlFahid), dono a prisão onde o grupo estivera preso recentemente, cujas atividades escusas são beneficiadas pelo governo local. Vestele fica sabendo por um velho marinheiro local da recente presença de elfos do sol na cidade com características de serviçais de seu pai (Jeleneth) e com um informante fica sabendo o destino da embarcação com elfos (a cidade de Ithmong no reino de Lapaliiya). O grupo descobre ligações de AlFahid com um grupo de ladinos locais (sombras vermelhas). Na busca e captura de um aliado do comerciante (Kamal), conseguem a localização do atual esconderijo do comerciante (a mansão de um homem chamado Baramei). Hector se retira para começar a fazer o cerimonial de sua nova arma enquanto os demais resolvem atacar a mansão…

E) Invadindo de surpresa a mansão de Baramei, os peregrinos conseguem avançar rapidamente, sobrepujando os sentinelas e encontram resistência num grupo de viajantes do Norte. Um clerigo de Cyric foge do combate, mas o grupo consegue escutar uma conversa sobre uma transação envolvendo uma gema verde. Iahmul confronta AlFahid e o mata de forma impiedosa. Investigando o local, conseguem encontrar num laboratório que conduz a níveis subterrâneos secretos. A exploração indica um templo antigo que não parece condizente com a cultura local, cheio de armadilhas e criaturas caninas de fogo. Hector é avisado das ações dos colegas e resolve ir ao encontro dos demais…

F) Se recuperando dos difíceis embates, se reúnem com Hector para prosseguir a exploração das ruínas templárias. Atravessando vários corredores, acabam se deparando com uma ampla sala onde um grande efreet de fogo controla uma horda de caninos de fogo contemplando a gema verde. Claramente incapazes de superar o adversário, o grupo ouve a a curiosidade da criatura com a gema e recebe uma preocupante proposta de plantar sementes negras num conjunto de ruínas da cidade em troca da gema e de liberdade). Retornando a Sallah, recebem instruções para tomar um navio ( Brilho de Lah) enquanto Vestele recebe a noticia do aprisionamento de um elfo da lua pela guarnição local. Num rápido trato com o capitão da embarcação (Hamas), conseguem tempo para resgatar o elfo, revelado com sendo um antigo amigo de Vestele (Thaedras)…

G)Os peregrinos conseguem resgatar Thaedras e escapar da cidade de Memnon, rumando para Ithmong. em Lapaliya. No trajeto, o elfo arcano revela parte das atividades do patriarca Jeleneth com seus asseclas numa busca por um objeto especial nas terras dos misteriosos magos de Halruaa. O grupo aporta na cidadela oriental, adquirindo novas pistas do caminho seguidos pelos elfos dourados. Mebahel e Hector sentem uma força poderosa e destrutiva presente na gema verde, deixada aos cuidados de Thaedras. Atravessam parte do território lapaliyano e descobrem com um ancião acerca de uma trilha pelas montanhas ( Passagem Talath) que conduz ao reino de Halruaa…

H) Superando alguns desafios pelo caminho, os aventureiros alcançam o misterioso reino dos magos halruaanos, conhecendo alguns de seus costumes incomuns e adquirem um item mágico (bússola mágica capaz de indicar direções onde haja grande concentração de magia. Próximos ao Lago Halruaa encontram a comitiva de Jeleneth acompanhada de seu fiel conselheiro Vanarrys, de uma vivida serva de Corellon e um estranho elfo da lua realizando um enigmático ritual. No confronto é revelado que o ritual convocava uma gema de tom púrpura oculta no interior do grande lago. O combate ganha o acréscimo de navios voadores e forças halruaanas empenhadas em destruir os dois lados. Num gesto inesperado, o mago Vanarrys entoa uma magia que teleporta parte do grupo para outra localidade deixando para trás o longo combate da comitiva de Jeleneth e dos halruaanos, assim como o gnomo Vindhim…

Comments

Brenno Brenno

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.